sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Corte de unhas e triming das patas

É muito importante manter as unhas do seu cão aparadas, bem como os pelos que nascem entre as "almofadinhas" das patas bem trimados (cortados).  Como a maioria dos pets mora em apto, e sai para passear uma ou duas vezes por dia, não gasta suas unhas suficientemente. Isso aliado ao piso liso da maioria dos domicílios, e aos pelos que crescem entre as patas, gera uma combinação indesejável, fazendo com que o cão escorregue ao caminhar e não tenha firmeza quando está em pé parado. Isto é péssimo, especialmente durante a fase de crescimento, pois pode causar acidentes (quedas, fraturas, rompimento de ligamentos) e também alterações na estrutura do cão, uma vez que ao entortar as patas para caminha e se apoiar, o cão acaba ficando permanentemente prejudicado.
As unhas podem ser cortadas em casa mesmo, com um cortador apropriado, comprado em  grandes varejos do ramo ou mesmo pela internet (sites especializados em produtos pet).
Ao cortar, observe a unha adequadamente, pois ela contém uma pequena artéria interna, e não queremos que ela seja atingida durante o procedimento.  Nosso objetivo é apenas aparar o excesso. Uma dica é usar uma pequena lanterna por baixo para facilitar a localização da artéria e manter-se longe dela.
Os pelos das almofadas podem ser aparados com uma tesoura sem pontas.
Para acostumar seu cão a esses procedimentos, tenha paciência. Acalme-o, mostre os instrumentos, deixe-o cheirar, dê um petisco, faça carinho. Faça o mesmo para acostumá-lo a manter-se calmo e deitado, enquanto vc manipula suas patas, as levanta, mexe nelas. Quando o cão não tiver mais receio deste procedimentos, comece a cortar, uma de cada vez, sem pressa, mesmo que vc tenha que parar e dar um tempo para o animal. Logo ele estará tranquilamente deixando vc trabalhar até terminar o procedimento.
O ideal é acostumar desde filhote o seu cão a aceitar ser manipulado, patas, orelhas, boca, cauda. Ele acostumará a confiar em você.
Boa sorte!

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

13 anos de criação : 1997-2010

Planos para a minha vida pessoal em 2010 tenho beeeeem poucos, mas pros cães e assuntos correlatos...já está tudo detalhadamente traçado. Acasalamentos, exposições, aquisições, etc.  Quero também fazer alguns cursos de especialização (saúde e comportamento), mas principalmente me tornar juíza de exposições. Devo fazer prova para o grupo 1 inicialmente. Vou adorar julgar uma expo! rs...
Resolvi escrever este texto agora, pois estava pensando em como é engraçado eles terem entrado na minha vida e revolucionado. Coisas e pessoas passam, mas eles permanecem. Perde-se uns pelo caminho, entram outros, mas a paixão é a mesma e a vontade de aperfeiçoamento também. Tenho investido tempo e dinheiro e recebido amor incondicional e reconhecimento, até internacional se analisarmos pelo lado do esporte (por enquanto). Lado esse que me dá muita alegria e tem o meu maior respeito.
São 13 anos de criação MESMO (pois não conto os anos em que fui apenas proprietária de um Sheltie, mas sim do ano que nasceu a primeira ninhada no meu canil), em que cada um dos filhotes nasceu nas minhas mãos, e delas passou para seus novos donos. Cada um deles é meu orgulho e me sinto responsável por seu bem-estar.  Durante esses anos, foram muitas noites em claro, viagens deixadas de lado, 2 reveillons completamente sozinha fazendo parto ou vigiando ninhada (malditos fogos!), muitos choros, conta negativa em banco, mas também muita surpresa, emoção, comemoração, amor e clientes contentes. Não trocaria isso por nada! É meu elixir de energia, minha pílula instantânea de carinho. Minha massagem no ego.
13 é número meio cabalístico, que atrai uns e assusta outros. Sinceramente não tenho opinião formada ou experiência negativa nem positiva a respeito disso. Mas sei que 2010 promete...vamos fazer acontecer!
Um Feliz Natal  e Ano Novo a todos os meus clientes e amigos!
Cris Nanô


sábado, 28 de novembro de 2009

Adeus a meu amigo...Bryan

Aqui me despeço de você. Percebo um conflito de sensações em mim, por que existe a tristeza da perda, mas também a compreensão de que sua missão aqui se findou, e que ultimamente a idade estava te incomodando demais. Creio que isso conforta um pouco.

Esperei quase 1 ano para ter você. Nunca vou esquecer a sua carinha e suas patinhas charmosamente cruzadas quando abri a caixinha de madeira que você chegou para mim, num vôo da Rio Sul. A conexão foi imediata, coisa escrita, “meant to be”. Você foi meu cão mais inteligente, mais fiel e o início da concretização de um sonho, do Canil Von Kempten.

Seu carisma, sua performance e alegria em pista ganhavam a imediata simpatia dos juízes e conspiravam a seu favor. Era emocionante vê-lo trotando no grupo, pau-a-pau com um enorme Pastor Alemão por exemplo. Mal o Carlitos agüentava te acompanhar, hein!!! E mesmo estando longe do que seria considerado ideal em termos de padrão da raça, obteve importantes conquistas. Você queria ganhar e sabia quando tinha ganho! Lindo, absoluto!

Mas seu principal papel foi o de “reapresentar” a raça, que andava tão sumida naqueles idos da década de 90. Você fez muita gente descobrir ou redescobrir os encantos de um Sheltie.

Como meu cão, passou por todas as situações mais importantes da minha vida, sempre ao meu lado, sem pestanejar. Em algumas fases, eu confesso que fui negligente e não te dediquei tanto tempo quanto você merecia. Perdão. Mas você sempre terá um lugar de destaque em meus pensamentos. Sorte que você jamais me julgou e mesmo imperfeita, eu sempre fui sua mestra, amada incondicionalmente. Quantas vezes só sobrávamos eu e você! Que bom que eu tinha você...

Me perdoa também por ter ficado revoltada algumas vezes, em te ver tão velhinho, sem energia, alheio, lento. Foi difícil aceitar tamanha mudança, esse do final não era o meu Bryan. O tempo é cruel...e uma hora cobra seu preço.

Sei que teve uma boa vida, foi amado, acarinhado, cuidado, aplaudido. Me acompanhou a tantos lugares que perdi a conta... Hoje seu lugar é aqui dentro do meu peito, é dono de um pedaço do meu coração, para sempre...Te entrego a Deus de coração aberto e um dia vamos nos reencontrar. Até lá...meu amigo.



quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Calor

Os cães sofrem tanto ou mais do que a gente com essa onda de calor. Cuide para que seu cão permaneça num ambiente com sombra e bastante ventilação, além de água fresca, trocada 2 vezes ao dia.
Se necessário, não hesite em raspar a pelagem e aumente a frequência dos banhos.
Os exercícios devem ocorrer logo cedo ou no finalzinho do dia, depois do pôr-do-sol. Se seu cão está acima do peso, cuidado redobrado. Se ele estiver muito ofegante, coloque toalhas molhadas sobre ele, até baixar a temperatura.
Dentro do carro mantenha o ar-condicionado ligado.
Se seu cão gosta de nadar, esteja junto com ele para evitar acidentes e dê banho logo após, com shampoo, para retirar o cloro (se for piscina) ou o sal e areia (se for mar).
Não esqueça de esperar pelo menos 2 horas após as refeições do seu cão para deixá-lo nadar.


terça-feira, 3 de novembro de 2009

Exposição KC Campinas - Indaiatuba - 31/10/09

Apesar de não termos conseguido quórum para a realização da especializada, a raça estava bem representada, com exemplares muito bonitos e bem preparados, com a predominância de cães merles.
Scarlet - 3 primeiros de grupo filhote e 2 quintos de Best in show filhote.
Muuuuuuuuuito orgulho da minha nenê...cada dia se apresentando melhor.

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Scarlet na expo do KCSP


Ch. Filh. Sweet Scarlet Von Kempten - aos 6 meses e meio de idade em sua estréia, no KCSP em 17/18 de outubro. Preparada e apresentada pela handler Sinara Salustiano. Melhor filhote em 2 pistas, segundo melhor filhote na terceira pista. Primeiro e segundo lugar de grupo 1, categoria Filhotes. Me deixando muito orgulhosa, Scarlet é uma feminha precoce em termos de pelagem, muito homogênea e carinhosa. Uma filha do Jack que já começa a despontar em pista, precedendo irmãos e irmãs que farão sua estréia ano que vem.


terça-feira, 20 de outubro de 2009

A partida do Robin

Mês passado eu perdi meu Robin. Mais precisamente Sir Robin Hood da Estação do Cão, de 10 anos de idade.   Demorei pra escrever aqui sobre isso...estava esperando pintar uma inspiração. Não fiquei arrasada com a sua partida. Ela foi rápida e serena, e pensando bem, quando um ciclo se completa, é muito mais fácil de entender e aceitar. A morte dói mais quando interrompe bruscamente uma história que ainda não terminou de ser escrita. A sua foi inspiradora, alegre e deixou uma mensagem para reflexão.   Robin foi meu primeiro Sheltie azul. Veio do Rio, do canil do Paulo, aos 5 meses, proveniente da primeira ninhada do canil dele. Confesso que em 99 estava só preocupada em introduzir o gene merle no meu plantel, mas tive sorte de receber um cão com uma linhagem sensacional (do Asterisk). Fora a beleza, uma meiguice e inteligência notáveis. Robin nunca foi um cão que gostasse de pista, tornou-se campeão, mas era bem desengonçado e desencanado. Porém sua genética forte deixou um legado importante. Muitos campeões de beleza (incluindo o filho vencedor do ranking 2005 e o neto, vencedor do ranking 2008) e também no agility (2 filhos campeões MUNDIAIS), que me orgulham demais.
Robin era um cão meigo, paciente, brincalhão. Adorava filhotes, chegando ao ponto de entrar na caixa da fêmea pra ficar com os bebês pequeninos. Com os filhotes mais velhos ele gostava de brincar de "amassar"... Ia empurrando-os com a cabeça e focinho até os pequenos ficarem de barriguinha pra cima, tentando escapar. Quando ele cansava e parava, os pequeninos vinham pedir mais bagunça a ele...era lindo de se ver, além de raro, pois os machos normalmente não são interativos com as crias.
Muito paciente também com crianças, pegou a fase de bebê das minhas sobrinhas, levou bastante puxões de pelos e serviu de "apoio" pra elas ficarem em pé quando ainda mal sabiam andar.

Robin cumpriu sua missão. Ele conseguiu em 10 anos o que muitos seres humanos não conseguem em 70. Ter uma vida plena, contribuir para a melhoria de sua espécie e deixar um nome a ser lembrado. Além de ter escrito seu nome no meu coração para sempre. Meu menino gorducho...fica com Deus e um dia a gente se encontra.

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Mundial de Agility 2009 - Áustria

Desejo TODA a sorte do mundo para a equipe brasileira - que embarca domingo dia 13 - mas claro em especial ao time MINI, composto pela Kátia - Candy, Alex - Skipper, Paulo - Blanka (mais uma vez só Shelties!) , que certamente não precisa provar nada, porém um BI-CAMPEONATO MUNDIAL não faria mal a ninguém certo?  Que a viagem seja ótima e que vcs tenham muito sucesso!!!!!

domingo, 6 de setembro de 2009

Dylan

Este bonitão é o Vincent Von Kempten ou "Dylan". Tem 2 anos, é da cor Marta-Merle e irmão inteiro da super campeã Blanka. Dylan é co-propriedade com o Aurélio do RS, e em breve começará a competir nas pistas de agility do Brasil e quem sabe mais além...rs

sábado, 5 de setembro de 2009

Dare - O Sheltie de 2 patas

Entre no link e veja a história emocionante deste pequeno herói, que sem se preocupar com suas limitações é muito feliz e ainda ajuda um montão de gente! Um verdadeiro anjinho

http://www.dailymail.co.uk/news/worldnews/article-1200365/Meet-Dare-The-legged-dog-knows-ahead-pack.html#ixzz0LeSnl7u9

Roupa não!

Gente por favor, nada de colocar roupas, casacos, e outras traquitanas em cães de pelo longo, ainda mais num Sheltie, que é um cão rústico. Basta fazer 25 graus que pensam que a cachorrada tá sofrendo de frio! Não é verdade. Vc é quem causa desconforto nele, vestindo-o. Gaste seu $ comprando malhas e cachecóis pra vc, não pro seu cão, ele agradece!
olha a cara deste infeliz...rs

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Quando o Sheltie não é unanimidade

É engraçado para quem é completamente apaixonado pela raça, se dar conta que nem todo mundo se adapta ou é cativado por ela. Foram três casos em quase 13 anos de criação, mas mesmo assim me marcaram.
O primeiro foi um episódio inicialmente bem chato que depois acabou se tornando uma feliz coincidência.
Uma linda cadelinha sable-merle, bem pequena e voluntariosa. Logos aos 35 dias foi escolhida por uma moça, para ser companheira dela e de seu marido. Levada para sua nova casa, foi devolvida após quase 1 semana, por ser "muito barulhenta". Consegue imaginar uma alegre filhota de 50 dias que não se expressa? Não? Nem eu! Eles a trocaram por uma Maltesa.
Sorte minha e da Kátia! essa cadelinha é a mega-multi-master campeã de agility Blanka!
O segundo caso me fez desistir de vez de doar filhotes a amigos. Quer um Sheltie? Compre!
Dei uma cadelinha bem pequena a uma amiga. Inicialmente ela adorou, mas logo adquiriu também uma Shar-Pei, raça notadamente encrenqueira e teimosa. Depois de adulta, passou a tentar atacar a Sheltie e a opção da pessoa foi manter a Shar-Pei e devolver a Sheltie. Soube depois que um outro Shar-Pei foi adquirido, sinal que eles curtiram a raça. A Sheltiezinha foi castrada e doada a uma família, e hj está muito bem, obrigada. Já desses Shar-Peis citados só ouço sobre os inúmeros problemas de pele, o cheiro forte, hiperplasia de vulva, entrópios, etc. Ô raça zicada!
O terceiro caso é de uma psicóloga que comprou ao mesmo tempo uma linda Sheltie azul e uma Dachshund, optando 1 ano depois por manter a Dachs e se desfazer da Sheltie (comoooooooo??????? rsrsrs).
Dá pra entender???? Gosto não se discute...

domingo, 30 de agosto de 2009

Velhice

Muita pena do meu Bryan. A velhice é horrível. Ele tá acabado, fraco, desorientado...nem sei o que fazer.
Barra...

terça-feira, 25 de agosto de 2009

COPROFAGIA

É um hábito horrível no conceito humano, mas relativamente comum entre os cães, especialmente entre os alimentados com as rações super-premium, que tem altos níveis de proteína e gordura, e acrescidos às suas fórmulas, ainda vêm aromatizantes e flavorizantes. Até o resíduo gerado ainda parece ser uma “iguaria” ao cão.
Como resolver o problema?

1) Vermifugando seu cão;
2) Regulando a quantidade de comida oferecida;
3) Treinando seu animal.

A vermifugação deve ser prescrita pelo médico veterinário de sua confiança de acordo com a necessidade de cada cão . Os intervalos devem ser respeitados, bem como as dosagens, que administradas de forma errônea podem ser tóxicas ou ineficazes.
Regular a quantidade de comida é fácil. Inicialmente siga expressamente o que recomenda a embalagem da ração de sua preferência, em relação a peso e idade de seu cão. Vá fazendo pequenos ajustes para mais ou menos de acordo com sua sensibilidade e o comportamento do animal perante a alimentação. Mas não confunda fome com gula e não ofereça seus restos de comida ao cão. Pela minha experiência, na maioria dos casos, a quantidade ideal a ser oferecida ao cão é até ligeiramente menor do que determina a embalagem, mas no geral essa quantidade é determinada por extensivos estudos veterinários, portanto, de extrema confiabilidade.
O treinamento. Existe um produto (não se trata de medicamento), que pode ser usado como coadjuvante. É o Coprovet. Não age sistemicamente, seus componentes (especialmente um derivado do pimentão) apenas alteram o cheiro e gosto das fezes, tornando-as intoleráveis para o “apetite” canino.
Siga as instruções da embalagem quanto à dosagem, e ministre por 5 dias. Mais importante: NÃO colete as fezes imediatamente após o cão liberá-las, pois ele tem que tentar comer, sentir o gosto e o odor desagradáveis e assim desistir do hábito. Caso haja outros cães no mesmo ambiente, trate todos, mesmo os que não apresentam o comportamento, pois senão o cão irá comer as fezes do outro, não tratado e o treinamento será absolutamente ineficiente.
Raros casos exigem uma segunda temporada de treinamento, mas com paciência os casos são resolvidos.

Não esqueça também de manter seu cão longe do tédio, passeando, interagindo, brincando com ele.

Boa sorte!

Qual ração?

Muita gente me pergunta qual ração utilizo com meus cães. Não tenho pretensão de fazer propaganda de ninguém - mesmo por que não ganho nada para isso - mas após experiência com as principais marcas Super Premium (obtendo inclusive resultados bem desastrosos com uma delas), optei pela Golden Formula para manutenção e Pro Plan ou Hill´s para as lactantes e filhotes até 4 meses. Explico: como no meu canil a alimentação fica livre para eles acessarem quando quiserem (não é o ideal, mas é a minha realidade atual), a Pro Plan os deixava com uma pelagem mais bonita, mas...gordinhos demais. "Culpa" da melhor palatabilidade. Já a Hill´s tem um preço "proibitivo" para a quantidade que uso no canil. Atingi um equilíbrio de custo x benefício com a Golden Formula.
Da Royal Canin só uso a Papinha Desmame a partir dos 18/20 dias, que é excelente em termos de palatabilidade, digestibilidade (a partir do dia que abrem os olhinhos os filhotes podem receber como suplemento à amamentação, no caso de ninhadas grandes) e consistência (macia e sem grumos, beeeem diferente de outras marcas disponíveis no mercado).  Após 1 semana, já começo a oferecer ração amolecida em água morna.  Atualmente os filhotes saem do canil comendo Pro Plan Puppy Small Bites, que recomendo até o final da vacinação.
Tenho curiosidade de experimentar a Cyno e a Cibau, mas só o faria se recebesse condições especiais de compra (impressionante como esses novos "players" não dão atenção ao criador!).
Taí a dica.

domingo, 23 de agosto de 2009

Sugestão de livro

"100 Cães que mudaram a civilização" de Sam Stall. Histórias emocionantes, engraçadas, impressionantes. Pra quem ama cachorro...

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Novatos...e folgados

Se há uma coisa que me tira do sério é gente folgada. Que chega depois e quer sentar na janelinha. Que não quer esperar sua vez, mostrar seu valor, conquistar seu espaço no tempo certo. Se a maioria tem que amargar um período de aprendizado, de maturação e de construção de seu nome e de seu plantel, mas principalmente de provar que merece confiança e respeito, por que tem uns que querem simplesmente chutar a porta e entrar? Se não têm nem plantel, como podem ser achar no direito de vender "futuras" ninhadas???????? Se dizer "especializado na criação da raça"? É pra rir??????? Isso é surreal!!! Se depender de mim não vão entrar. E se depender de quem é influente e eu puder abrir os olhos, também não vai acontecer.
Pode-se até comprar um bom cão, mas não reputação e competência, e apenas um bom cão não é suficiente para que um criador seja respeitado e procurado.
Iludir interessados leigos é fácil, mas por quanto tempo? Esqueçam!!! Não nessa raça! Tirem o cavalinho da chuva. Vão criar suas outras 3 ou 4 outras raças, treinar meia dúzia de cães de clientes, ganhar seu dinheirinho, e deixem a criação do Sheltie pra quem ama Sheltie. Não precisamos de comerciantes! Amigos criadores, CUIDADO para quem vocês estão vendendo seus filhotes. Façam sua parte.

sábado, 11 de julho de 2009

Estranho no ninho


Esse é o Kiro, meu Pomerânia de 2 anos e meio. Não se iludam, apesar dos 2,8 kg e pouquíssimos centímetros de altura, ele tem um EGO enooooorme. Misturando-se à matilha dos Shelties ele não se considera um deles. Creio que no âmago do seu ser (rs) ele está mais para um Rottweiler. Brincadeiras à parte, é um querido, absolutamente cativante e inteligente, e quando dorme, fica nas nas posições mais doidas e fofas imagináveis, um sarro. Só não é tão obediente...quando não está a fim. É uma raça ótima para adultos. Companheiro, compacto, carismático, seguro de si, super alerta. Dentre as inúmeras raças que já tive, para as mais diversas funções, está em segundo lugar no meu ranking, que só por curiosidade é enorme: jamais terei novamente Pug, Akita, Poodle, Pastor Alemão, Bull Terrier...entre outros

terça-feira, 23 de junho de 2009

Skipper Von Kempten


Após 10 etapas chegou ao fim o X Campeonato Brasileiro de Agility e no grau 3, categoria mini, deu Alex e Skipper!!!!!!!! Quero parabenizar o meu amigo, por tanta dedicação com o pequeno, desde o dia em que o pegou aqui em casa, conseguindo com ele uma sequência memorável de vitórias e consequentes títulos. Esse pequeno está viajando o mundo e fazendo história!

Beijo no focinho Skipper!

domingo, 14 de junho de 2009

Nova integrante da trupe


Essa é a "petite" Lady Susan, que chega semana que vem, lá do Estação do Cão. A Susan é filha do belíssimo Páris, que por sua vez é filho da Lady Marian, irmã de ninhada do meu Robin. Nem preciso dizer o quanto gosto dessa linhagem não??? Ela chega na hora certa para fazer companhia para minha bebê Scarlet (Jazz x Jack). Vai ser bom treinar as 2 juntas. Em breve mais fotos e mais informações.

terça-feira, 9 de junho de 2009

Blanka - um orgulho!


Mais uma vez (está ficando repetitivo...rs) a Blanka (Blanka Von Kempten) do Paulo Prado vence no agility. Exatamente como aconteceu no Campeonato Brasileiro da temporada passada a dupla, que compete na categoria Mini faturou o combinado Unificado do Grau 3 tanto na 7ª quanto na 8ª etapa, realizados no FDS passado.
O currículo da Blanka é invejável, inclusive com campenatos mundiais e certamente ela está deixando suas patinhas na calçada da fama do agility.
Parabéns Paulo, parabéns Blanka!
Agora coloco muita fé também no molecão Nitro (Cayenne Von Kempten) que está com meu amigo Renan, que tenho certeza vai fazer um lindo trabalho com o cão.
Agora, milagre seria ver o Aurélio dar uma chance ao Dylan...

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Novidades de Junho


Hoje fiz US na Bya, infelizmen te ela não está grávida (espero que tenha havido engano rs), mas confio muito na Dra Valéria, ela não erra. Deixa pra novembro uma nova tentativa, né... não se pode acertar todas.

Ao mesmo tempo estou contente por que a Jolie, a cadelinha da foto acima (Donna Von Kempten, que é co-propriedade com uma amiga) entrou no cio e foi inseminada com o Jack. Ela é uma cadela linda, tem quase 5 anos e ainda não foi mamãe, esperamos que desta vez aconteça!

Cristiano (do Canil Ibiza) fez a inseminação. Aliás ele está com uma ninhada linda de machinhos martas, filhos do Jack. Quem se interessar entre em contato com ele www.canilibiza.com.br